Mais um grande evento que o Governo do Estado do Paraná proporcionou à canoagem paranaense

Fotos de Clóvis Santo – clovisfotolink

Foi realizado no final de semana de 11 a 13 de fevereiro na bonita baía de Guaratuba, o Festival das Águas com a participação das modalidades aquáticas de stand up paddle, vela, canoa havaiana e canoagem. Dessa vez a Paraná Esporte através da Superintendência de Esporte do Governador Ratinho Júnior superou todas as expectativas dos atletas de canoagem do Paraná, pois as condições de alimentação e de suporte estrutural para as disciplinas, sem falar no estonteante cenário escolhido foram incomparáveis.

Na canoagem participaram 129 atletas das Cidades de Foz do Iguaçu, Curitiba, Paranaguá, Tibagi, Tomazina e Siqueira Campos. Na preservada Baía de Guaratuba, foi realizada competição de Caiaque Polo na sexta feira (dia 11/02), Seaside Cross no sábado (dia 12/02) e Maratona no domingo (dia 13/02) na mais pura demonstração de diversidade de prática dos atletas paranaenses. Praticamente todos os atletas participaram de todas as provas, mesmo não tendo as embarcações ideais para determinadas categorias.

Segundo a Professora Mayara Cordeiro, do Instituto Meninos do Lago, de Foz do Iguaçu, essa proposta de participação do atleta em diversas disciplinas é fundamental principalmente para o aumento de atletas da base:

“O menino ou menina quando entra neste esporte quer é remar, pouco importando qual o modelo de embarcação. Com eventos como este os jovens atletas começam a conhecer o leque de oportunidades que a canoagem pode proporcionar e, com absoluta certeza, ao participarem efetivamente dessa multidisciplinaridade o despertar de uma paixão fica cada vez mais próximo. Para nós é o que importa e o que buscamos, ou seja, atletas apaixonados pela canoagem”.

Sexta feira, dia 11/02, Provas de Caiaque Polo

 

Em uma quadra de tamanho oficial, com píer em ambos os lados que somente foi possível graças ao apoio da Confederação Brasileira de Canoagem que emprestou uma das plataformas, os jogadores de Caiaque Polo puderam desfrutar de excelentes condições para as partidas, sem falar no visual imbatível da baía de Guaratuba.

Participaram do evento 12 times nas categorias Sub 12, Sub 14, Júnior e Sênior, masculino e feminino. Com a ausência dos super campeões londrinenses, Tomazina mais uma vez deu um Show e acabou vencendo em todas as categorias que participou nesta disciplina, com placares cada vez mais audaciosos.

Segundo o Treinador de Tomazina João Emerson dos Santos Kondo (Pantera) o Caiaque Polo deveria ser a base para todas as escolas de iniciação do Brasil:

“O Caiaque Polo é uma ferramenta extraordinária para a iniciação de qualquer disciplina da canoagem, pois ensina à perfeição em pequenos espaços de água, de forma segura, todas as manobras de propulsão, condução, equilíbrio e combinadas que se é utilizado em qualquer curso bem elaborado de canoagem. Essas manobras não servem apenas para o Caiaque Polo, servem para a Velocidade, Onda, Slalom e todas as demais categorias existentes da canoagem. Não tenho dúvida que no final do ano, quando retornarmos ao litoral para participar da prova de Canoagem em Onda, na Cidade de Pontal do Paraná, meus atletas vão ter grandes performances mesmo nunca ter entrado em uma onda para surfar. Claro que não serão exímios surfistas até porque nem conhecem as regras, mas, com absoluta certeza, não farão feio, isso porque os fundamentos básicos eles já conhecem. Precisam apenas que descubram as manobras combinadas específicas desta disciplina”.

Os atletas juniores e Sub 14 de Tomazina repetiram o que já haviam demonstrado em Foz do Iguaçu no Campeonato Paranaense do ano passado. Com atletas fortes e bom conjunto, os meninos e meninas de Tomazina devem despontar no cenário nacional como uma das principais equipes no próximo campeonato brasileiro, pois dificilmente estarão fora do pódio nacional.

RESULTADOS CAIAQUE POLO

Sábado, dia 12/02, Prova de Seaside Cross

Na Europa é comum às vésperas de eventos de Canoagem Slalom algumas confraternizações entre atletas à beira do rio (Riverside cross). Como não poderia deixar de ser, essas confraternizações são envoltas de competições alegres que exigem muita técnica e às vezes não só na canoagem.

Imagine dois atletas saltando de uma rampa de 3 metros de altura, com a obrigação de passar por vários obstáculos que simulam as balizas da Canoagem Slalom e, na metade da pista, ter que fazer dois gols que estão fixados à sua frente a dois metros de altura tendo disponíveis 5 bolas. No retorno fazer um rolamento esquimó até passar novamente pela porta de número 1. Vence o atleta que chegar primeiro, sem cometer faltas.

Como o evento em Guaratuba foi no mar o nome foi adaptado para Seaside cross e contou com a participação de 105 atletas entre 9 a 45 anos. Foi uma prova muito divertida e emocionante, principalmente para aqueles atletas mais novos que se aventuraram a descer a rampa pela primeira vez.

“No começo eu estava com muito medo, mas depois meu pai me incentivou a descer e foi muito massa. Quero descer de novo” – disse um dos atletas mais novos da competição Adrian Cordeiro Sanches, de apenas 9 anos, filho de Angel Sanches, treinador do IMEL.

Para o treinador de Tibagi, André Luiz de Paula que acabou levando a sua segunda medalha de ouro, pois já havia vencido no dia anterior no Caiaque Polo, a pista ficou muito boa não havendo vantagem para nenhum dos lados:

“Esse local é muito especial para a canoagem, além de um visual incrível é possível fazer grandes pistas tanto para esta modalidade como para o caiaque polo, sem falar na maratona que acontecerá amanhã. Local perfeito e o apoio do Estado do Paraná à canoagem paranaense mais perfeito ainda. Todos estão de parabéns”.

RESULTADO FINAL – SEASIDER CROSS

Domingo, dia 13/02, Prova de Maratona

O último dia foi destinado às melhores imagens quando grupos de 50 caiaques ou mais largavam simultaneamente. Com a participação de 129 atletas de Curitiba, Paranaguá, Foz do Iguaçu, Siqueira Campos, Tomazina e Tibagi as águas da Baía de Guaratuba ficaram ainda mais bonitas. Nesta modalidade, o Clube de Regatas de Curitiba mostrou todo o seu potencial. Ganhou praticamente em todas as principais categorias e apresentou o talento do seu treinador Cleverson Silva dos Santos que acabou ficando em primeiro lugar na categoria Sênior.

Na primeira largada participaram os mais novos das categorias Sub 12 e Sub 14 com 59 barcos. Parecia um pequeno cardume de caiaques os mais diversos possíveis. Aos mais novos foram exigidas duas voltas de aproximadamente 200 metros sem portagem e uma pequena corrida no final da prova a pé para passar a linha de chegada no seco. Os atletas do Sub 14 o percurso aumentou um pouquinho e foi necessário que fizessem uma portagem.

“Essa prova dos mais novos foi uma loucura. Sabíamos que chegariam muito próximos, porém não todos juntos. Para o próximo ano vamos ter que aumentar o número de voltas para diminuir o acesso final. Mas sem dúvida, para as crianças que participaram dessa maratona, nunca mais vão esquecer desse evento. Conversando com eles, só ouvimos elogios e quero mais” – disse uma das árbitras de chegada Nathalia de Freitas Sapia.

O espírito esportivo de um Festival e não de um campeonato fez com que a preocupação maior não fosse com o tempo de prova dos atletas, pois as boias foram definidas sem nenhuma pretensão com quilometragem oficial, mas sim com observação na segurança dos atletas. Dessa forma, a organização se preocupou apenas com juízes nas boias de controle para que todos cumprissem o trajeto oficial e com a chegada dos três primeiros lugares de cada categoria.

MARATONA-RESULTADOFINAL1

Outras grandes imagens de Clóvis Santo poderão ser encontradas no seguinte link:

https://www.facebook.com/252831944768196/posts/5159917907392884/?sfnsn=wiwspwa