Luto na Canoagem Paranaense

A canoagem paranaense perdeu nesta sexta (25/03/2022) um dos seus pioneiros. João Batista Moreira Souza que participou decisivamente na fundação da Federação Paranaense de Canoagem não resistiu a um câncer de fígado que vinha lutando há mais de um ano.

João Batista, mais conhecido como João das Águas, era apaixonado pelo Meio-Ambiente. Um verdadeiro guerreiro que travou verdadeiras batalhas com grandes empresas e até mesmo com órgãos ambientais. Às vezes de forma solitária, outras com a participação de membros da Patrulha das Águas, João foi responsável por mudanças de comportamento até mesmo de uma grande estatal que desrespeitava regras inerentes ao tema e rotineiramente despejava produtos químicos em rios que formavam a bacia do Iguapó.

Quando percebia o descumprimento de regras inerentes ao tema não tinha dúvidas, denunciava às autoridades mesmo. Foi, sem dúvida, o maior canoísta ativista em prol do meio ambiente que já existiu no Estado do Paraná. Só por esse motivo, jamais deverá ser esquecido e os familiares devem sentir orgulho pela coragem e determinação desse pai, irmão e amigo.

Outra grande paixão foi a canoagem. Sempre querendo encontrar soluções para esse esporte que no Brasil está longe de ser popular, nunca olvidou esforços para que todos tivessem acesso aos beneplácitos de uma remada em rios ou lagos preservados com equipamentos baratos. Assim criou um caiaque multifunções e brigou até os últimos dias de sua vida para que esse projeto virasse realidade. Talvez João tenha nascido no século errado e somente nas próximas gerações apareça alguém com poderes e discernimento para entender a sua pretensão e dê azo às suas ideias.

Um verdadeiro professor pardal que divertia e irritava algumas pessoas com invenções mirabolantes, como salva-vidas de garrafas pet, capacete flutuador e etc.  Baiano, com o mais puro poder de sedução embutido, não tinha a menor vergonha de tentar vender suas engenhocas como sendo a solução para tudo. Mas o fato é que dessa forma espontânea e ativa ajudou muita gente e instituições. Criou a FEPACAN, Patrulha das Águas e várias outras ongs. Corria atrás das pessoas e da papelada e não media esforços para ver a criançada aprendendo a remar.

Sem dúvida a Canoagem Paranaense perdeu ontem um dos seus ídolos. Até um dia João das Águas, continue auxiliando o esporte aí de cima…..

Mais um grande evento que o Governo do Estado do Paraná proporcionou à canoagem paranaense

Fotos de Clóvis Santo – clovisfotolink

Foi realizado no final de semana de 11 a 13 de fevereiro na bonita baía de Guaratuba, o Festival das Águas com a participação das modalidades aquáticas de stand up paddle, vela, canoa havaiana e canoagem. Dessa vez a Paraná Esporte através da Superintendência de Esporte do Governador Ratinho Júnior superou todas as expectativas dos atletas de canoagem do Paraná, pois as condições de alimentação e de suporte estrutural para as disciplinas, sem falar no estonteante cenário escolhido foram incomparáveis.

Na canoagem participaram 129 atletas das Cidades de Foz do Iguaçu, Curitiba, Paranaguá, Tibagi, Tomazina e Siqueira Campos. Na preservada Baía de Guaratuba, foi realizada competição de Caiaque Polo na sexta feira (dia 11/02), Seaside Cross no sábado (dia 12/02) e Maratona no domingo (dia 13/02) na mais pura demonstração de diversidade de prática dos atletas paranaenses. Praticamente todos os atletas participaram de todas as provas, mesmo não tendo as embarcações ideais para determinadas categorias.

Segundo a Professora Mayara Cordeiro, do Instituto Meninos do Lago, de Foz do Iguaçu, essa proposta de participação do atleta em diversas disciplinas é fundamental principalmente para o aumento de atletas da base:

“O menino ou menina quando entra neste esporte quer é remar, pouco importando qual o modelo de embarcação. Com eventos como este os jovens atletas começam a conhecer o leque de oportunidades que a canoagem pode proporcionar e, com absoluta certeza, ao participarem efetivamente dessa multidisciplinaridade o despertar de uma paixão fica cada vez mais próximo. Para nós é o que importa e o que buscamos, ou seja, atletas apaixonados pela canoagem”.

Sexta feira, dia 11/02, Provas de Caiaque Polo

 

Em uma quadra de tamanho oficial, com píer em ambos os lados que somente foi possível graças ao apoio da Confederação Brasileira de Canoagem que emprestou uma das plataformas, os jogadores de Caiaque Polo puderam desfrutar de excelentes condições para as partidas, sem falar no visual imbatível da baía de Guaratuba.

Participaram do evento 12 times nas categorias Sub 12, Sub 14, Júnior e Sênior, masculino e feminino. Com a ausência dos super campeões londrinenses, Tomazina mais uma vez deu um Show e acabou vencendo em todas as categorias que participou nesta disciplina, com placares cada vez mais audaciosos.

Segundo o Treinador de Tomazina João Emerson dos Santos Kondo (Pantera) o Caiaque Polo deveria ser a base para todas as escolas de iniciação do Brasil:

“O Caiaque Polo é uma ferramenta extraordinária para a iniciação de qualquer disciplina da canoagem, pois ensina à perfeição em pequenos espaços de água, de forma segura, todas as manobras de propulsão, condução, equilíbrio e combinadas que se é utilizado em qualquer curso bem elaborado de canoagem. Essas manobras não servem apenas para o Caiaque Polo, servem para a Velocidade, Onda, Slalom e todas as demais categorias existentes da canoagem. Não tenho dúvida que no final do ano, quando retornarmos ao litoral para participar da prova de Canoagem em Onda, na Cidade de Pontal do Paraná, meus atletas vão ter grandes performances mesmo nunca ter entrado em uma onda para surfar. Claro que não serão exímios surfistas até porque nem conhecem as regras, mas, com absoluta certeza, não farão feio, isso porque os fundamentos básicos eles já conhecem. Precisam apenas que descubram as manobras combinadas específicas desta disciplina”.

Os atletas juniores e Sub 14 de Tomazina repetiram o que já haviam demonstrado em Foz do Iguaçu no Campeonato Paranaense do ano passado. Com atletas fortes e bom conjunto, os meninos e meninas de Tomazina devem despontar no cenário nacional como uma das principais equipes no próximo campeonato brasileiro, pois dificilmente estarão fora do pódio nacional.

RESULTADOS CAIAQUE POLO

Sábado, dia 12/02, Prova de Seaside Cross

Na Europa é comum às vésperas de eventos de Canoagem Slalom algumas confraternizações entre atletas à beira do rio (Riverside cross). Como não poderia deixar de ser, essas confraternizações são envoltas de competições alegres que exigem muita técnica e às vezes não só na canoagem.

Imagine dois atletas saltando de uma rampa de 3 metros de altura, com a obrigação de passar por vários obstáculos que simulam as balizas da Canoagem Slalom e, na metade da pista, ter que fazer dois gols que estão fixados à sua frente a dois metros de altura tendo disponíveis 5 bolas. No retorno fazer um rolamento esquimó até passar novamente pela porta de número 1. Vence o atleta que chegar primeiro, sem cometer faltas.

Como o evento em Guaratuba foi no mar o nome foi adaptado para Seaside cross e contou com a participação de 105 atletas entre 9 a 45 anos. Foi uma prova muito divertida e emocionante, principalmente para aqueles atletas mais novos que se aventuraram a descer a rampa pela primeira vez.

“No começo eu estava com muito medo, mas depois meu pai me incentivou a descer e foi muito massa. Quero descer de novo” – disse um dos atletas mais novos da competição Adrian Cordeiro Sanches, de apenas 9 anos, filho de Angel Sanches, treinador do IMEL.

Para o treinador de Tibagi, André Luiz de Paula que acabou levando a sua segunda medalha de ouro, pois já havia vencido no dia anterior no Caiaque Polo, a pista ficou muito boa não havendo vantagem para nenhum dos lados:

“Esse local é muito especial para a canoagem, além de um visual incrível é possível fazer grandes pistas tanto para esta modalidade como para o caiaque polo, sem falar na maratona que acontecerá amanhã. Local perfeito e o apoio do Estado do Paraná à canoagem paranaense mais perfeito ainda. Todos estão de parabéns”.

RESULTADO FINAL – SEASIDER CROSS

Domingo, dia 13/02, Prova de Maratona

O último dia foi destinado às melhores imagens quando grupos de 50 caiaques ou mais largavam simultaneamente. Com a participação de 129 atletas de Curitiba, Paranaguá, Foz do Iguaçu, Siqueira Campos, Tomazina e Tibagi as águas da Baía de Guaratuba ficaram ainda mais bonitas. Nesta modalidade, o Clube de Regatas de Curitiba mostrou todo o seu potencial. Ganhou praticamente em todas as principais categorias e apresentou o talento do seu treinador Cleverson Silva dos Santos que acabou ficando em primeiro lugar na categoria Sênior.

Na primeira largada participaram os mais novos das categorias Sub 12 e Sub 14 com 59 barcos. Parecia um pequeno cardume de caiaques os mais diversos possíveis. Aos mais novos foram exigidas duas voltas de aproximadamente 200 metros sem portagem e uma pequena corrida no final da prova a pé para passar a linha de chegada no seco. Os atletas do Sub 14 o percurso aumentou um pouquinho e foi necessário que fizessem uma portagem.

“Essa prova dos mais novos foi uma loucura. Sabíamos que chegariam muito próximos, porém não todos juntos. Para o próximo ano vamos ter que aumentar o número de voltas para diminuir o acesso final. Mas sem dúvida, para as crianças que participaram dessa maratona, nunca mais vão esquecer desse evento. Conversando com eles, só ouvimos elogios e quero mais” – disse uma das árbitras de chegada Nathalia de Freitas Sapia.

O espírito esportivo de um Festival e não de um campeonato fez com que a preocupação maior não fosse com o tempo de prova dos atletas, pois as boias foram definidas sem nenhuma pretensão com quilometragem oficial, mas sim com observação na segurança dos atletas. Dessa forma, a organização se preocupou apenas com juízes nas boias de controle para que todos cumprissem o trajeto oficial e com a chegada dos três primeiros lugares de cada categoria.

MARATONA-RESULTADOFINAL1

Outras grandes imagens de Clóvis Santo poderão ser encontradas no seguinte link:

https://www.facebook.com/252831944768196/posts/5159917907392884/?sfnsn=wiwspwa

CAMPEONATO PARANAENSE DE CANOAGEM SLALOM e SLALOM EXTREMO

JOGOS DE AVENTURA E NATUREZA

CAMPEONATO BRASILEIRO DE CANOAGEM SLALOM EXTREMO

A pacata Cidade de Tomazina fez o evento teste da sua mais nova pista semiartificial de Canoagem Slalom nos dias 17 a 19 de dezembro de 2021, no Parque das Corredeiras, onde recebeu cerca de 100 atletas das Cidades de Foz do Iguaçu, Tibagi, Tomazina, Brotas e Guararema.

Graças à parceria sempre muito intensa entre a Federação Paranaense de Canoagem, Confederação Brasileira de Canoagem e o Governo do Estado do Paraná, através da Paraná Esporte, que é a grande responsável pela otimização de eventos de canoagem no Estado do Paraná, os principais atletas da modalidade no Brasil conseguiram fechar o ano com mais um evento olímpico que poderá proporcionar aos melhores resultados suas respectivas bolsas atletas para o ano de 2022.

A Prefeitura Municipal de Tomazina, através de toda a Equipe do Prefeito Flávio Zan, não mediu esforços para, em um esforço descomunal, deixar o mais próximo possível das condições ideais o novo canal realizado com verba do Governo Federal, através da Caixa Econômica Federal, cujas barreiras de gabiões alinham a corrente para criar profundidade e velocidade, porém, sem prejudicar a vazão normal no restante do leito do rio que permanece com água sempre.

Segundo o Prefeito Flávio: “Esse é apenas o evento teste do Canal, a grande inauguração de todo o complexo, e aí sim com mais um evento de Canoagem, Vôlei de Areia, Handbeach e outras disciplinas, vamos fazer no mês de fevereiro abrindo o Calendário da Canoagem Nacional e Paranaense. Vamos continuar adequando o Canal para que os nossos atletas locais consigam um bom nível técnico para um dia representarem o Brasil em eventos internacionais, como muitos daqui já o fizeram no passado. Além disso queremos que os demais atletas que venham nos visitar, saiam daqui também sempre satisfeitos com a pista”.

Para o treinador da ATOCA – Associação Tomazinense de Canoagem, João Emerson dos Santos, popularmente conhecido como Pantera, a nova pista de canoagem é um grande presente e será a mais importante ferramenta de desenvolvimento técnico dos seus atletas:

“Este canal era o que precisávamos para crescer tecnicamente, ter condições de trabalhar com as balizas da mesma forma que os principais centros do Brasil e do mundo fazem. Com esse canal no quintal dos atletas, no centro da Cidade, com os pais e a prefeitura apoiando da forma que estão atualmente, tenho certeza absoluta que estaremos entre os três principais Clubes do Brasil no próximo ano e nossos juniores entre os melhores do ranking nacional tanto no masculino como no feminino. Claro que o investimento na pista não pode ser comparado aos grandes canais do mundo, porém, com pouco dinheiro e  mesmo não sendo tão forte para o alto rendimento, é simplesmente perfeito para a iniciação e trabalho de técnicas avançadas. Trata-se de um verdadeiro avanço de mentalidade para construções de novas pistas de Canoagem Slalom para todo o Brasil”.

André Luiz de Paula, atleta de Canoagem Slalom Extremo e Treinador da Escola de Canoagem da cidade vizinha de Tibagi, que também ganhou uma nova pista de canoagem e que será inaugurada em 2022, era um dos mais entusiastas com o Canal de Tomazina:

“A Prefeitura de Tomazina está de parabéns pela infraestrutura que montou nesse local belíssimo, ainda mais perto da nossa Cidade (120 km). A ATOCA ganhou uma sede muito bonita e um bom canal de canoagem para desenvolvimento da molecada. O Paraná já domina o cenário da Canoagem Slalom no Brasil há muitos anos e agora com esses dois novos canais, vai ficar cada vez mais difícil para os demais estados concorrentes. Estou muito feliz pelo que vi e só tenho a agradecer o Governo do Paraná e Federação Paranaense por ter conseguido autorização da CBCa para transformar esse evento também como prova nacional e assim possibilitar que meninos e meninas juniores e seniores possam pleitear uma Bolsa Atleta através dessa nova modalidade olímpica que é a Canoagem Slalom Extremo”.

Resultados

TOMAZINA- Campeonato Brasileiro de Canoagem Slalom Extremo – Quartas – Semis e finais – ok

TOMAZINA-Campeonato Paranaense – 2 Divisao

TOMAZINA-1aDIVISÃO-Campeonato Paranaense Canoagem Slalom

TOMAZINA-Campeonato Paranaense – Cross

TOMAZINA- CLUBES-Campeonato Brasileiro de Canoagem Slalom Extremo

TOMAZINA-GERAL CLUBES -Campeonato Paranaense

Campeonato Paranaense de Caiaque Polo

Durante os dias 3, 4 e 5 de dezembro na Cidade de Foz do Iguaçu, foi realizado o Campeonato Paranaense de Caiaque Polo 2021 dentro do programa dos Jogos de Aventura e Natureza do Governo do Estado do Paraná. O evento contou com 187 atletas divididos em 12 times femininos e 25 times masculinos nas categorias Sub 9, Sub 12, Sub 14, júnior e sênior que representaram as Cidades de Foz do Iguaçu, Londrina, Tomazina e Tibagi. A Superintendência de Esporte e Paraná Esporte, em parceria com o Município de Foz do Iguaçu e Itaipu Binacional, montaram uma estrutura muito superior ao que a modalidade está acostumada no Brasil e que acabou agradando a todos.

“Realizamos em Foz o evento com maior número de times já registrados na página da Confederação Brasileira de Canoagem e também da Confederação Pan-americana de Canoagem o que nos leva a crer ser o maior evento já realizado não só no Brasil, como também os organizados pela própria COPAC. É claro que a qualidade técnica da imensa maioria foi de iniciantes, pois a maior parte dos times montados são da Cidade de Foz do Iguaçu cujo início se deu há apenas três meses, quando então o IMEL foi autorizado a reiniciar os trabalhos após longos meses de pandemia. Creio que esse montante somente será possível se repetir ou ser superado na própria Cidade de Foz do Iguaçu, pois a infraestrutura municipal e o patrocínio da Itaipu Binacional para 600 crianças e adolescentes praticando canoagem nas próprias escolas públicas, dificilmente será encontrado em outro local. Além disso enquanto o Estado do Paraná estiver com a excepcional política desportiva atual e a Paraná Esporte continuar assistindo às Federações com os eventos, dificilmente outra localidade no Brasil conseguirá sequer chegar próximo ao montante de times”.  Disse Argos Gonçalves Dias Rodrigues, presidente da Federação Paranaense de Canoagem

As competições das categorias Sub 9 e Sub 12 aconteceram no Centro de Convivência Francisco Bubas e as demais no Ginásio Costa Cavalcanti. Quatro piscinas estavam disponíveis para o evento, sendo que as competições mais empolgadas ficaram por conta dos meninos e meninas da categoria Sub 9, os quais competiram em uma piscina pequena, com minicaiaques e gols a uma altura de 1 metro da lâmina da água.

Para Guilherme Rabelo, atleta da Seleção Brasileira, acostumados com os eventos nacionais e internacionais, residente em Londrina, afirmou:

“Nós de Londrina participamos de vários campeonatos de caiaque polo, mas este foi diferenciado”.

André Luiz de Paula, chefe de equipe de Tibagi, projetou o futuro da modalidade no Paraná:

“Daqui alguns anos os paranaenses vão ser referência em número de equipes boas”.

Na verdade, ao se deparar com 4 equipes masculinas e outras 4 equipes femininas dando um show com caiaques minúsculos em uma estrutura especialmente criada para eles, treinadores, professores, familiares e até mesmo importantes personagens do comando do esporte paranaense, ficaram admirados com um esporte que praticamente ninguém conhece.

“Estou maravilhado com o que vi neste evento de Caiaque Polo. Confesso que não conhecia a modalidade, mas está claro para mim que esta disciplina deveria ser o passo inicial de qualquer escola de canoagem, pois se trabalha com segurança praticamente todos os principais fundamentos da canoagem. E tem mais, o dia que tiver a categoria Master quero jogar também”. Analisou Rogério Bufrem Riva, Coordenador de Infraestrutura e Logistica dos Jogos de Aventura e Natureza.

Os destaques da competição ficaram com os times da Cidade de Tomazina, onde a ATOCA apresentou equipes muito bem treinadas pelo professor João Emerson dos Santos, o popular Pantera, que embora tenha sido surpresa para quem não acompanha os trabalhos locais, boa parte dos presentes já esperava grandes atuações dessa associação. Também a já consagrada equipe de Londrina, uma das pioneiras no Brasil e com vários títulos nacionais, não deixou de dar o seu show ensinando a todos o verdadeiro Caiaque Polo, além disso, os atletas foram os responsáveis pela arbitragem dos jogos em um grande exemplo de fair play, solidariedade e de visão estratégica do crescimento da própria modalidade.

Após os eventos, as equipes visitantes foram agraciadas com um passeio no Parque Nacional do Iguaçu, onde vários atletas ainda não conheciam uma das Sete Maravilhas da Natureza, as Cataratas do Iguaçu. Sem dúvida, quem veio a Foz gostou e agora anseia por um novo encontro que deverá acontecer em 2022.

RESULTADOS GERAIS

Campeonato Paranaense de Canoagem Velocidade 2021 – Jogos de Aventura e Natureza

Aconteceu no último final de semana, no charmoso balneário de Entre Rios do Oeste, distante apenas 130 km de Foz do Iguaçu e 114 km de Cascavel, o Campeonato Paranaense de Canoagem Velocidade. Participaram 73 atletas que representaram Cascavel, Curitiba, Paranaguá, Entre Rios do Oeste e Foz do Iguaçu.

Este evento fez parte dos Jogos de Aventura e Natureza do Governo do Estado do Paraná e no mesmo local foi ainda disputado o Campeonato Paranaense de Handbeach e Campeonato Paranaense de Pesca o que atraiu centenas de pessoas para prestigiar essa grande iniciativa do governo estadual.

“Estamos bastante felizes em podermos receber todas as equipes neste grande evento desportivo promovido pelo Governo do Estado do Paraná. Sem dúvida é uma iniciativa que auxilia muito na divulgação e na própria economia o nosso Município que estará sempre de portas abertas para receber a canoagem, os pescadores e os jogadores handbeach” – afirmou o Secretário de Esporte do Município de Entre Rios do Oeste – Viro Francisco Lerner.

Para o Presidente da Federação Paranaense de Canoagem, Argos G. D. Rodrigues, o Município de Entre Rios do Oeste já abrigou vários eventos de canoagem no passado e possui local maravilhoso para a prática da canoagem:

“Já fizemos aqui em Entre Rios do Oeste, em abril de 1998, a primeira etapa da Copa do Mundo, quando então a Confederação Brasileira de Canoagem conseguiu trazer 15 países e mais de 100 atletas de todos os continentes, os quais ficaram em média, 15 dias treinando na Base Náutica onde foi construída uma maravilhosa raia para o esporte. Depois desse evento, Entre Rios do Oeste manteve uma grande escola de canoagem, assim como a vizinha Cidade de Santa Helena e ambas sediaram alguns eventos nacionais. Vamos trabalhar junto à Itaipu Binacional para que estas duas Cidades consigam o apoio necessário para retornar as atividades de canoagem, pois as condições de ambas para a canoagem velocidade são muito boas, bem acima da média nacional. Não poderia deixar de agradecer ao Governo do Estado do Paraná pela brilhante iniciativa desses Jogos de Aventura e Natureza, sem o qual a Federação Paranaense de Canoagem estaria fadada ao anacrônico ostracismo que todas as federações de canoagem do Brasil passam neste momento. Além do governo estadual, o Município de Entre Rios do Oeste, através de sua Secretaria de Esporte, foi um grande parceiro nosso, sem dúvida um dos locais onde todas as equipes foram melhores tratadas. Nota 10 para toda a equipe do Secretário Viro Francisco Lerner”.

Ao final do evento, o Clube de Regatas de Cascavel ficou com 2.050 pontos, seguido pelo Clube de Regatas de Curitiba, com 1.275 pontos e Clube de Regatas Santa Rita, de Paranaguá, com 225 pontos.

Confira aqui os resultados dos medalhistas:RESULTADOSPREMIAÇÃO

Campeonato Paranaense de Canoagem Velocidade

Será realizado durante os dias 27 e 28 de novembro na Cidade de Entre Rios do Oeste, no balneário local, o Campeonato Paranaense de Canoagem Velocidade 2021, para as seguintes distâncias e embarcações olímpicas:

  200 metros 500 metros 1.000 metros
Masculino K1 K4 K1 – K2 – C1 – C2
Feminino K1 – C1 K1 – K2 – K4 – C2  

 

Sábado – dia 27 – das 9 horas às 12 horas – Provas de 1.000 metros

Sábado – dia 27 – das 14 horas às 17 horas – Provas de 500 metros

Domingo – dia 28 – das 9 horas às 12 horas – Provas de 200 metros

Cerimonia de Premiação – Domingo – 12h30m

Categorias:

Infantil – o/a atleta pertence a esta categoria até o ano em que completa 12 anos.

Menor – o/a atleta pertence a esta categoria nos anos em que completa 13 ou 14 anos.

Cadete – o/a atleta pertence a esta categoria nos anos em que completa 15 ou 16 anos.

Júnior – o/a atleta pertence a esta categoria nos anos em que completa 17 ou 18 anos.

Sênior – o/a atleta pertence a esta categoria a partir do ano em que completa 19 anos

Regulamento e inscrição – regulamentov5JAN

MORRETES RIVERSIDE CROSS – resultados

Aconteceu embaixo de muita chuva na encantadora Cidade de Morretes, durante o período de 29 a 31 de outubro uma prática da modalidade de canoagem denominada Riverside Cross que é bastante comum no oeste europeu, onde atletas de canoagem slalom, caiaque polo e canoagem descida, se juntam para desenvolverem uma série de atividades que envolvem muita técnica nas passagens entre as balizas e certa destreza em uma atividade qualquer inventada para o evento, que nem sempre necessariamente ligada a canoagem como, por exemplo, tiro ao alvo, lançamento de bolas e etc.

Em Morretes a Federação Paranaense optou em fazer a prova com as passagens em duplas nas balizas que lembra muito a disciplina olímpica de Canoagem Slalom Extremo e lançamento de bolas ao gol, que é próprio do Caiaque Polo o que agradou muito aos atletas, organização e público presente. Para quem não conhece Caiaque Polo é uma das diversas modalidades da canoagem onde cinco atletas em seus respectivos caiaques disputam com outro time quem faz mais gols em uma quadra de 35 metros por 23 metros.

Ao todo foram 112 embarcações inscritas o que é um número muito bom em se tratando de evento de canoagem. Os atletas participantes representaram os seguintes Clubes Paranaenses: ICLI – Instituto Meninos do Lago, de Foz do Iguaçu, que acabou ficando com 1.350 pontos; ATICA – Associação Tibagiana de Canoagem, de Tibagi, com 525 pontos; ATOCA – Associação Tomazinense de Canoagem, de Tomazina, com 475 pontos; Clube de Canoagem e Remo Santa Rita, de Paranaguá, com 100 pontos; Clube de Canoagem de Siqueira Campos, com 100 pontos e ACUCA – Associação Curitibana de Canoagem, de Curitiba.

RESULTADOSFINAIS

RIVERSIDE CROSS – MORRETES

Você que gosta de Canoagem Slalom, Caiaque Polo e a mais nova modalidade olímpica de Caiaque Extremo, estaremos realizando na aconchegante cidade litorânea de Morretes um pouco de todas essas disciplinas através do Riverside Cross, competição que acontece na Europa há bastante tempo e que tem a pretensão de divulgação do esporte e o entretenimento entre os atletas: https://www.facebook.com/KayakBeachBarPrague/videos/755187931603913/

Com o apoio da Prefeitura local e do Governo do Estado, vamos estar proporcionando o contato da garotada de Morretes com os caiaques, iniciando, assim, o Planejamento Estratégico que visa desenvolver a canoagem em piscinas e lagos de todo o litoral paranaense em parceria com escolas públicas.

Venha participar conosco, serão três dias bastante animados. Mais informações no Regulamento publicado no post abaixo:

PROGRAMAÇÃO:

SEXTA – 29 de outubro

09 às11 horas – Oficina de canoagem para crianças e jovens entre 07 a 16 anos. Vagas limitadas e inscrições na Secretaria de Esporte do Município.

16 às 17h30m – Tomada de tempo

SÁBADO – 30 de outubro

09 às 11 horas – Oficina de canoagem para crianças e jovens entre 07 a 16 anos. Vagas limitadas e inscrições na Secretaria de Esporte do Município.

14h às 17 horas – Oitavas e quartas de final

DOMINGO – 31 de outubro

09 às 12 horas – Finais e Premiação.

Jogos de Aventura e Natureza – Governo do Estado do Paraná

  Depois de longo período sem atividades desportivas por conta da pandemia, é com muita satisfação que a Federação Paranaense de Canoagem confirma cinco grandes eventos, graças ao apoio do Governo do Estado do Paraná.

Leia o Regulamento e verifique como participar, estaremos todos muito felizes com a sua participação e da respectiva equipe. Nossos agradecimentos ao Governo do Estado do Paraná, Paraná Esporte e aos Municípios de Morretes, Tomazina, Tibagi, Entre Rios do Oeste e Foz do Iguaçu.jan-regulamento